O QUE É O MÉTODO SELF-HEALING?

Por Heloise Peres 

Trata-se de um processo terapêutico no qual o terapeuta convoca a pessoa para trabalhar em prol da prevenção ou da recuperação, propondo a  envolver-se em um processo de conhecimento sobre as dinâmicas e potencialidades do próprio corpo. O método tem como objetivo conscientizar o indivíduo sobre sua responsabilidade com a própria saúde. Nos atendimentos, procura-se ensinar técnicas de reconhecimento de seus padrões posturais e a conectá-lo com suas tensões e patologias.

A partir da aplicação dos princípios do método Self Healing, o indivíduo vai se tornando responsável por sua própria saúde e aprendendo o uso mais equilibrado do corpo através de movimentos livres e harmônicos, com o desenvolvimento da consciência corporal, o indivíduo vai substituindo seus padrões de tensão pelo relaxamento, melhorando sua saúde e qualidade de vida. Dentre diversas áreas do corpo no qual a técnica pode ser aplicada a nutricionista e terapeuta Ingrid Frare, que esteve conosco em aula, nos proporcionou experimentar um pouco desse método aplicado à visão.

A terapeuta recomenda praticar os exercícios todos os dias ou no mínimo quatro vezes por semana e, sempre que possível, em ambientes ao ar livre. Mas nada impede que sejam feitos na mesa de trabalho ou até mesmo no sofá de casa. Eles devem ser feitos sem óculos de grau ou lentes de contato.

O tempo para se obter algum resultado varia de pessoa para pessoa, mas, de modo geral, leva-se até três meses para se obter alguma melhora no caso de uma vista cansada e até um ano e meio em casos mais graves, como glaucoma. Vale salientar que os exercícios não “curam” casos graves, como catarata, mas ajudam a evitá-los e, uma vez instalados, colaboram para trazer mais qualidade de vida ao paciente. É sempre importante, em todos os casos, procurar um oftalmologista antes e usar os exercícios como apoio às técnicas tradicionais.

A técnica começa com uma estimulação de músculos de regiões que são fundamentais para o olho, como o pescoço, e os ombro, o objetivo é relaxar os olhos e estimular e circulação sanguínea e a oxigenação, que são fundamentais para os olhos.

Um outro passo é identificar qual é o seu olho mais forte e qual é o mais fraco, e há exercícios específicos para conseguirmos identificar através da troca de foco no olhar em um ponto fixo delimitando uma região. Para fortalecer o olho mais debilitado, coloque um plástico ou papel preto sobre um óculos, no lado do olho mais forte. Ao bloquear o acesso do cérebro ao olho que ele mais usa, ele entra em “pane” e a pessoa pode até se sentir enjoada. Neste exercício você pode jogar uma bola de uma mão para a outra ou para cima, correr ou pular no lugar ou sobre uma cama elástica, pedir para alguém te jogar a bola e você devolver ou pode ainda andar no lugar, dois passos para a frente, dois para trás. Tudo isso ajuda o olho fraco a perceber o movimento e estimular o cérebro a usá-lo.

Para Vista Cansada: Um exercício que ajuda a relaxar o olho e a trazer mais nitidez e foco. Com o braço estendido à frente, faça movimentos circulares, como se fosse um pêndulo. Mantenha o dedo indicador esticado e, durante todo o movimento, olhe apenas para a sua ponta.

Olhar para longe no horizonte por alguns minutos todos os dias, ajuda a evitar vista cansada, opacidade e embaçamento da visão,  perda de foco e pode, com o passar dos anos, até impedir o surgimento de algo mais grave, como a catarata.

Um exercício bem simples é, de pé ou sentado, ficar de frente para o sol e movimentar a cabeça lenta e suavemente para os dois lados, como em um movimento de “não”. Isso funciona como uma “musculação” para os olhos e os ajuda a se adaptar cada vez melhor – e sem lágrimas – aos diferentes graus de luz. A pupila nada mais é que um músculo e sem estimulação, ele fica cada vez mais atrofiado.

Outro grande problema da vida moderna que afeta os olhos é o excesso de luminosidade até mesmo à noite, no quarto onde dormimos, e o fato de nos deitarmos cada vez mais tarde, utilizando a visão por muito mais tempo. Para esses casos, um exercício simples é esfregar as palmas das mãos para aquecê-las e colocá-las sobre os olhos por alguns minutos, sem pressionar. Cobertos com as mãos e aquecidos, os olhos ficam em um ambiente escuro total e podem descansar e se energizar.

 

“A massagem ideal seria aquela não pensada ou programada antecipadamente,

mas sim guiada espontaneamente por nossos próprios sensores naturais.

Mas essa pode ser considerada uma habilidade a ser adquirida a longo prazo.”

(FARAH, 1995).

ASSISTA: http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=CNXv-aL62KU

 

 EXPERIMENTAÇÕES GRATUITAS:

Quando: Todas as terças-feiras as 8:00 horas

Onde: Em frente a Av. Conselheiro Nébias.

Assunto ou Técnica: Aulas na praia: Método Self-Healing

Profissional: Ingrid Frare

Contato: (13)3013-6337 / (11)8138-8470

E-mail: ingrid.mfrare@gmail.com

Anúncios

2 comentários sobre “O QUE É O MÉTODO SELF-HEALING?

  1. Flavia Liberman 11/09/2013 / 12:00

    Que legal Lola! Assim todos ficam conhecendo o método!
    Compartilhando saberes e experiéncias! Parabéns grupo do Blog!

Deixe um comentário :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s