Experiência de estágio – SCVC (Seção Centro de Valorização da Criança) na Zona Noroeste

Por Nathalia Nakano

O SCVC é o equipamento de saúde mental infantil de Santos. Diferentemente dos CAPSi dos outros municípios, o SCVC não atende crianças com nenhum tipo de deficiência, mas atende crianças com problemas de comportamento (agitação excessiva e agressividade, por exemplo) e problemas na fala (só o SCVC tem fono para atender crianças no município) até 12 anos incompletos; assim que as crianças atingem essa idade, são encaminhadas para o Tô Ligado. A equipe conta com o pessoal do administrativo, o pessoal da limpeza, uma TO (o SCVC-ZN é o único que tem), duas psicólogas (esperando chegar mais uma que foi transferida), uma assistente social, duas fonoaudiólogas e uma acompanhante terapêutica. A TO atende crianças até 6/7 anos estimulando-as através de brincadeiras e os atendimentos duram uma hora.

Os dias e horários de estágio são às terças-feiras à tarde, quartas-feiras de manhã e quintas-feiras à tarde, que são os horários que a TO atende seus grupos. Às terças-feiras há um grupo de crianças na faixa etária dos 5 anos com problemas na fala e de comportamento (agitação, falta de atenção, timidez excessiva etc). Às quartas-feiras há dois grupos: o primeiro com crianças entre 6 e 7 anos e o segundo com crianças de 3 anos. As crianças do primeiro grupo apresentam mais problemas de concentração, limites e alguns atrasos na escrita, além de certo atraso motor. As crianças do segundo grupo (são só duas) apresentam diferentes demandas: a menina é ansiosa, bastante mandona, muito esperta e não tem muito limites em casa; o menino é agitado, agressivo na escola e esperto também. No entanto, nesse dia, é feito um grupo de responsáveis pelas estagiárias. Acompanhamos os pais/avós/tios e fazemos com que esse espaço seja voltado para eles, mas nunca perdendo o foco das crianças e sempre buscando obter novas informações da história e do cotidiano das crianças. Às quintas-feiras, há dois grupos, o primeiro com crianças de 4 e 5 anos e o segundo é uma oficina ludo-terapêutica com responsáveis e crianças, essas menores, tendo entre 2 e 4 anos. Os atendimentos das terças e quartas podem ser, eventualmente, com responsáveis e crianças, sempre a fim de analisar a interação e relacionamento entre eles.

Para mim, o estágio foi extremamente gratificante e prazeroso. Aprendi muito tanto com as crianças quanto com a TO e os demais profissionais. A TO é bastante competente, crítica e tem muitas ideias de atividades, o que pra mim foi legal, já que eu não tinha experiência com crianças e tive que aprender muito com ela e  sozinha (na hora de propor atividades e planejar os grupos). Recomendo muito esse estágio para quem gosta ou quer conhecer crianças e a área de saúde mental infantil. Os únicos problemas do estágio, a meu ver, eram o tempo de deslocamento que eu tinha, a casa tem pouco espaço e poucos recursos (brinquedos e materiais para as atividades), além de termos pouca adesão da maioria das crianças ao tratamento e a dificuldade de conversar e conscientizar os pais em como as suas atitudes e comportamentos influenciam o comportamento das crianças.

Anúncios

Deixe um comentário :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s