Extensão Baú de Histórias

As possibilidades que a terapia ocupacional (TO) oferece são muitas. Trazemos hoje um relato de experiência de uma extensionista do projeto Baú de Histórias, da UNIFESP Baixada Santista.  A entrevista foi feita com Giovana Sanches, aluna do segundo ano de TO.

“O Projeto Baú de Historias, da professora Lúcia Uchoa, tem como intuito contar histórias feitas com materias reutilizáveis, levando o brincar e ensinando inúmeras coisas para crianças em situação de vulnerabilidade e crianças internadas na Santa Casa. Assim, elas conseguem se distrair, se soltar e fazer brinquedos com materiais que, para muitos, são completamente descartáveis, como cartolina, papelão, garrafas pet…

Faço parte do grupo que vai para o CAF (Creche Estrela Guia) e o nosso foco são as crianças em estado de vulnerabilidade social. Quando chegamos para contar as histórias, elas começam a gritar e pular de alegria, toda vez isso me comove de um modo diferente, vemos que nosso trabalho significa muito para elas.

O Baú me ensinou a dar mais valor para as coisas “descartáveis”, o que vemos como lixo pode alegrar a vida de alguém. Passei a me conscientizar mais, guardar retalhos e embalagens para as nossas histórias. Fora que eu aprendo muito nesse projeto, me acrescenta valores como ser humano. Na minha formação como terapeuta ocupacional, aprendo sobre trabalhos sociais e comunitários, consigo ver quais as necessidades e o que se passa com essas crianças.

Para mim, a parte mais difícil é responder algumas perguntas das crianças, como ‘por que a árvore da história fala e a de verdade não?’. Mas a minha parte favorita é no fim da história, quando sentamos com as crianças e brincamos com os brinquedos que levamos.

Vale lembrar que o projeto é aberto a todos os cursos de todos os termos na Unifesp Baixada Santista. Entrei no Baú em setembro de 2017, na seleção falei dos motivos pelos quais queria participar do projeto, a relação que tenho com crianças, etc. Depois de explicar, montamos um grupo de aproximadamente cinco meninas, inventamos uma história com o que tínhamos ali na hora, que é o material de fato utilizado nas histórias do Baú. A história do meu grupo foi sobre a importância do meio ambiente. Eu e mais duas meninas fomos aprovadas. As extensionistas ainda nos fizeram algumas perguntas, fingindo serem crianças, e tudo que tínhamos que fazer era nos virar ali, pois as crianças tem muita imaginação. Surge todo tipo de pergunta, e as vezes até mesmo criança falando que não tem dinheiro para comprar alguns dos materiais para fazer os brinquedos. Tem que saber conversar e se virar no meio deles, a gente acaba virando criança também.”

Se você também tiver uma experiência em T.O, compartilhe com a gente pelo nosso email: unifespart@gmail.com

Anúncios

Deixe um comentário :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s